INTERNACIONALIZAÇÃO DO PROGRAMA.

 

O Programa tem construído ações com vistas a consolidar intercâmbios nacionais e internacionais, tendo por finalidade promover a cooperação científica, tecnológica e cultural, nas áreas de suas especializações, bem como no desenvolvimento de trabalhos científicos e tecnológicos conjuntos de contribuições comuns, tendo por fim em consideração à necessidade de estreitamento contínuo das relações entre as duas instituições, em prol do desenvolvimento dos países e estados partícipes dos intercâmbios e convênio, melhorando a qualidade das atividades realizadas. Entendemos que o projeto de internacionalização do Programa é fundamental e coerente com o processo de internacionalização da UERJ que vem sendo crescente e que se conforma em uma Diretoria de Cooperação Internacional vinculada à Reitoria da UERJ, em março de 2016. Esta Diretoria, em trabalho diretamente articulado com a Sub-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa (SR-2), é a responsável institucional pela política de internacionalização da UERJ. Dentro deste escopo, o Programa coordena dois Acordos Internacionais – convênios- que se materializam na participação de pesquisadores estrangeiros em atividades vinculadas à UERJ (participação em projetos conjuntos, participação em bancas de doutorado e mestrado, participação em publicações conjuntas, produtos que estão destacados na Ponto Produção Docente desta proposta) Por outro lado, e para além dos Acordos Internacionais, o Programa tem parcerias e intercâmbios com universidades e instituições estrangeiras.

Os acordos e parcerias dos quais o Programa participa formam uma proposta de internacionalização que se sustenta numa ampla produção (que pode ser conferida ao longo de toda a proposta) São estas: 1) participação em eventos e cursos internacionais, recebimento de eventos internacionais ou com professores estrangeiros e recebimento de cursos de professores estrangeiros; 2) Intercâmbios e Co-orientação internacional; 3) Publicação com parceiros internacionais e em periódicos internacionais, membro de corpo editorial de periódicos internacionais; 4) composição de redes internacionais  e projetos internacionais de pesquisa e 5) Benefícios da internacionalização para a Graduação.

Em 2017:

  • Participação em eventos e cursos internacionais, recebimento de eventos internacionais ou com professores estrangeiros e recebimento de cursos de professores estrangeiros

 

    • Organização e Realização de atividade interinstitucional entre os Programas de Pós-Graduação em Educação da FFP/UERJ, UFF, UFRJ e UNIRIO que consistiu na organização de conferência “Elogio a escola” e mini-curso “Escola: experiência, igualdade e diferença” ministrado pelo prof. Dr. Jorge Larrosa da Universitat de Barcelona; setembro de 2017.
    • Organização e Realização da Conferência “Revolucionário e Gay: A Vida Extraordinária de Herbert Daniel” com: James Naylor Green (Professor de História do Brasil na Brown University e professor visitante na Hebrew University de Jerusalem, Israel); maio de 2017.

 

    • Organização do “IX Seminário internacional As redes educativas e as tecnologias: democracia e educação - aprenderensinar para um mundo plural e igualitário” organizado pelo PROPED/UERJ com colaboração ativa de nosso programa na organização, mesas e comunicações. O Seminário, realizado em junho de 2017 contou com a participação de 1000 pessoas de todo Brasil e do exterior.  Foi realizada uma conferência de abertura no dia 5 de junho com a presença do Prof. Dr. Boaventura de Souza Santos, oito mesas redondas em três manhãs (dias 6, 7 e 8 de junho) e duas noites (6 e 7 de junho) e outras oito mesas simultâneas na tarde de 3ª feira, dia 6 de junho. Também houve sessões de apresentação das comunicações aprovadas, organizadas em grupos de 4 a 5 por sessão, divididas em dois horários em dois dias (7 e 8) de acordo com o Eixo e tema dos trabalhos aprovados pelo Comitê científico. Nos finais de tarde realizamos 9 oficinas e conversas com temáticas diferenciadas, aprovadas pela Comissão organizadora do Seminário. Os trabalhos apresentados foram de cerca de 650.  Foram realizadas duas exposições artísticas e houve lançamento de livros de autores presentes ao evento, bem como a publicação de Anais com os trabalhos apresentados completos em E-book e on-line. O evento contou com financiamento da FAPERJ, CAPES e CNPq. Site: http://www.seminarioredes.com.br/ixredes/index.php#
    • Apresentação de diversos trabalhos e publicação em Anais de Eventos do “IX Seminário internacional As redes educativas e as tecnologias: democracia e educação - aprenderensinar para um mundo plural e igualitário” de trabalhos produzidos por 90% dos professores e grande quantidade de estudantes do Mestrado (como pode ser conferido na produção acadêmica desta plataforma)

 

    • Participação na Organização no “VIII Encuentro Iberoamericano de colectivos y redes de maestros y maestras, educadores y educadoras que hacen investigación e innovación desde la escuela y la comunidade”– Morelia – Mexico
    • Apresentação de trabalhos produzidos no “VIII Encuentro Iberoamericano de colectivos y redes de maestros y maestras, educadores y educadoras que hacen investigación e innovación desde la escuela y la comunidad” - Morelia – Mexico por professores e estudantes do curso de Pedagogia da FFP (como pode ser conferido na produção acadêmica desta plataforma)

 

    • Organização e realização do “I Encuentro Internacional Educación Inclusiva: ensayos, experiencias y narraciones” organizado pelo Grupo de Pesquisas Vozes da Educação e o Coletivo Diferenças e Alteridade na Educação de nosso Programa em parceria com a Universidad Nacional de Entre Rios no marco do convenio internacional que assinamos em 2016 e intitulados “Politicas da alteridade e Formação de Professores”. O evento se realizou os dias 2 e 3 de maio de 2017 na Facultad de Ciencias de la Educación de la UNER, em Paraná, Entre Rios, Argentina. Contou com a participação de 250 inscritos e foi financiado com recursos de custeio da UNER e com recursos de Bolsa Jovem Cientista de Nosso Estado/FAPERJ. No dia 2 de maio aconteceu uma conferência de abertura com docente de nosso programa e um painel de experiências e pesquisas do qual participaram duas egressas de nosso programa. No dia seguinte, se organizou uma visita a Escuela Zulema Embóm (com participação de professores e estudantes da UNER e da UERJ) e, finalmente, uma reunião de trabalho e planejamento futuro de ações do convenio. Um desdobramento do evento é a publicação de um livro –com participação de professores e estudantes das duas universidades- prevista para 2018 e aprovada pela Editora da Universidad Nacional de Entre Rios. Em outubro de 2018 prevemos a organização do II Encontro Internacional na FFP/UERJ com participação o de pesquisadores, professores e estudantes argentinos e brasileiros. Mais informações:  http://www.fcedu.uner.edu.ar/2017/05/02/encuentro-internacional-de-educacion-inclusiva/ e http://www.fcedu.uner.edu.ar/2017/05/05/la-educacion-inclusiva/
    • Organização e realização do “VIII Seminário do Laboratório Educação e Imagem” que foi realizado nos dias 08 e 09 de junho de 2017. O programa foi financiado, em parte, com recursos da bolsa PNPD/CAPES do nosso Programa, que permitiu o custeio da hospedagem de pesquisadores de outros estados e países. Este Seminário contou com a presença de membros: 1) dos grupos articulados no Laboratório, que são relacionados ao ProPred/UERJ e que trabalham com a imagem (10 grupos); 2) dos grupos associados que são aqueles de outras universidades do Brasil e do exterior (14 grupos). Além disso, outros pesquisadores estiveram também presentes: a) Gonzalo Vicci (Universidad da República do Uruguay) e Cesar Donizete Leite (UNESP/Rio Claro). Essa grande rede de grupos de pesquisa discute uma temática em especial – nesta edição "As cidades e suas populações: um diálogo com as mídias" – e se organizam em torno de possíveis publicações conjuntas. Ficaram decididas as seguintes publicações: A) livro organizado por Conceição Soares, Virgínia Louzada e Nilda Alves. Título: Cinema, vídeos e redes educativas; B) dossiê na Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica, organizado por Conceição Soares e Nilda Alves com o título “Imagens, narrativas e currículo” - os artigos foram aceitos até 10 de agosto e estão em avaliação. O dossiê será publicado no período set-dez/2017; C) dossiê na revista Quaestio, da Uniso, proposta de Alda Romaguera para ideia apresentada por Carlos Eduardo Ferraço e Conceição Soares, sob o título provisório “Questões teórico-metodológicas para pesquisas com imagens”, para fins 2018/ início 2019. (http://periodicos.uniso.br/ojs/index.php/quaestio/issue/view/210); D) dossiê na revista Linha Mestra (http://alb.org.br/publicacoes/revista-linha-mestra/linha-mestra-edicoes-anteriores/, da UNICAMP, proposto por Alik Wunder sob o título provisório “Fluxos, linhas e criações: escritas acadêmicas, escritas ficcionais”, para outubro/novembro 2018; E) dossiê na Revista Periferia (FEBF/UERJ -  http://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/periferia) sob coordenação de Rosimere Santos, cujo título provisório seria “Vídeos-pesquisa na cibercultura” para 2019.1. A realização do próximo seminário – já com o título “IX Seminário de grupos de pesquisa em Educação, imagens e sons”, foi pensado para meados de 2019.

 

    • Participação com apresentação de trabalhos de três professoras do Programa, uma bolsista de pós-doutorado e duas mestrandas no I “Seminário Internacional de Invstigación en Arte y cultura Visual” realizado na Universidad de la República, Montevidéu, Uruguai;

 

    • Participação com apresentação de trabalho18th Biennial International Study Association on Teachers and Teaching Conference61st World Assembly of the International Council on Education for Teaching.
    • Coordenação da Secretaria do “VIII Congresso Internacional de Pesquisa (Auto)biográfica” a ser realizado em São Paulo, em setembro de 2018.

 

    • Realização da “Conferencia El Estado que Guarda la Educación Pública en Brasil y el Papel de la Narrativa em la Formación Docente” no X Taller Latinoamericano para la transformacion de la Formacion Docente en Lenguajen – Oaxaca – México, julho de 2017.
    • Participação com apresentação de trabalhos e oficinas no “X Taller Latinoamericano para la Transformación de la Formación Docente en Lenguaje” Oaxaca, México, julho de 2017.

 

    • Participação da “Jornada Internacional de estudos e pesquisas em Antonio Gramsci: práxis e formação humana”, em Fortaleza.

 

  • Intercâmbios e Coorientação internacional

 

2.1. Intercâmbio com BROWN UNIVERSITY – Department of History, USA: A partir de 2015 foi feita parceria da professora Lúcia Velloso Maurício com o professor James Naylor Green, que leciona História da América Latina, como colaboradora para a publicação do livro Brazilian Gay Revolutionary: the life and times of Herbert Daniel. O professor fez uma palestra na FFP e uma entrevista que foi publicada na Revista Interinstitucional Artes de Educar vol. 3 no.l em 2017.
2.2. Intercâmbio com INSTITUTO DE HISTÓRIA DA JULIUS-MAXIMILIANS-UNIVERSITÄT WÜRZBURG, ALEMANHA: em processo de assinatura de convênio coordenado pelo Prof. Luiz Fernando Conde Sangenis e o Prof. Peter Mainka Professor do Instituto de História da Julius-Maximilians-Universität Würzburg, Alemanha (pesquisa sobre a ação franciscana no Brasil). O prof. Mainka está realizando lançamento do seu trabalho e na nota que referencia o lançamento faz referência ao convênio em fase de finalização da UERJ com Würzburg (http://www.presse.uni-wuerzburg.de/aktuell/einblick/single/news/erfolgreiche-partnerschaft-mit-brasilien/)
2.3. Intercâmbio com UNIVERSIDAD NACIONAL DE MÉXICO (UNAM – MÉXICO): Estabelecimento das bases de Projeto de Cooperação Internacional entre a Universidade do Estado do Rio de Janeiro e a Universidad Nacional de México em conjunto com o Prof Dr. Antonio Carrillo Avelar. Financiamento: Bolsa Prociência/UERJ.
2.4. Intercâmbio com INSTITUTO SUPERIOR DE FORMACIÓN DOCENTE PAULO FREIRE, DE CENTENÁRIO/NEUQUÉN/ARGENTINA: desde 2011 realizamos atividades de produção de pesquisa (materializada na organização de eventos e em publicações conjuntas) além de Intercâmbio Acadêmico com Professores/as da Red de Docentes que Hacen investigacion educativa (Red DHIE), do Instituto Superior de Formación Docente Paulo Freire, de Centenário/Neuquén/Argentina. Financiamento: Bolsa Prociência/UERJ

2.5. Intercâmbio com UNIVERSIDAD PROVINCIAL DE CÓRDOBA (ARGENTINA): desde 2011 com participação de docentes e estudantes do Programa em Cursos de Especialização, Palestras e consultorias. Financiamento: Bolsa Jovem Cientista de nosso Estado/FAPERJ. Atividades em 2017: Conferência Magistral ministrada por uma professora do Programa e Mesa de experiências com participação de duas mestres egressas do Programa. Financiamento: custeio UPC e Bolsa Jovem Cientista/FAPERJ. Para 2018 está planejada a participação de uma professora do Programa como docente convidada para ministrar um seminário em uma Pós-Graduação Latto Senso com financiamento da UPC. Link: http://www.upc.edu.ar/course/conferencia-magistral-de-la-dra-anelice-ribetto-en-la-fes/  e http://www.upc.edu.ar/2017/05/08/la-fes-agradece-la-visita-de-la-dra-anelice-ribetto/

2.6. Intercâmbio com ESCUELA ESPECIAL JERÓNIMO LUIS DE CABRERA (ARGENTINA): desde 2011 com participação de docentes do Programa em minicursos, palestras e consultorias. Em 2017 foi realizada uma consultoria sobre “Formação de Professores Mediadores em Argentina e Brasil” coordenada por professora do Programa. Financiamento: Bolsa Jovem Cientista de nosso Estado/FAPERJ.

2.7. Intercâmbio com FACULTAD LATINOAMERICANA DE CIENCIAS SOCIALES-FLACSO-ARGENTINA: Participação do Prof. Carlos Skliar em atividades acadêmicas ligadas ao programa e produções bibliográficas.

2.8. Intercâmbio com UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA DE PEREIRA (UTP-COLÔMBIA): por meio do desenvolvimento do projeto Diálogos biográfico-narrativos em processos de transformação social, política e cultural, Prof. Diego Leandro Marin Ossa. Para 2018 está planejada uma participação conjunta da UTP, da UNICAMP e de nosso Programa em um Simpósio no Congresso Internacional de Pesquisa Auto-Biográfica que acontecerá em São Paulo e do qual nosso programa é um dos organizadores.

2.9. Intercâmbio com COLECTIVO PERUANO DE DOCENTES Y REDES QUE HACEN INVESTIGACIÓN E INNOVACIÓN DESDE SU ESCUELA Y COMUNIDAD (COPREDIEC): Intercâmbio com Colectivo Peruano de Docentes y Redes que HacenInvestigación e Innovación desde su Escuela y Comunidad, COPREDIEC, situada em Cajamarca, Peru. Neste sentido, temos um projeto de ação e investigação entre professores peruanos e brasileiros. Uma das ações deste projeto foi a ida de um grupo de professores e estudantes de São Gonçalo ao Peru, participar de um encontro docente. Financiamento: Bolsa Jovem Cientista de Nosso Estado/FAPERJ e Bolsa Prociência/UERJ
2.10. Intercâmbio estabelecido em janeiro de 2017 com a Lilia Aguardenteiro Pires: FACULDADE DE LETRAS DA UNIVERSIDADE DE LISBOA (coordenadora das atividades do Serviço de Apoio ao Aluno (SAA) da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa.
2.11. Há o desenvolvimento de intercâmbios com a Profª Carina Kaplan (UNIVERSIDAD NACIONAL DE BUENOS AIRES/ARGENTINA), em 2017, para vinda em 21 de fevereiro de 2018 para palestras na FFP e Faculdade de Educação/Maracanã.

 

2.12. ORIENTAÇÃO INTERNACIONAL:
Nome da Universidade: Universidade Católica de Santa Fé 
Nome da pesquisa: Prácticas Evaluadoras en el Cotidiano Escolar de los Cursos de Pedagogias: a la búsqueda de un redimensionamiento
Nome do orientando: Sandra Maria dos Santos Teixeira
Diretora de Tesis: Denize Sepulveda (FFP-UERJ)
Co-Direto: Carlos Raúl Cantero

  • Publicação com parceiros internacionais e em periódicos internacionais, membro de corpo editorial de periódicos internacionais

 

3.1. Participação de docentes permanentes como integrantes de corpo editorial de revistas internacionais, também é expressão de intercâmbios e visibilidade do Programa Mestrado em Educação – Processos Formativos e Desigualdades Sociais, sendo as revistas: Penserl'Éducation (Mont-Saint-Aignan); Odiseo. Revista electrónica de Pedagogia (México) e Revista Educere et Educare.

3.2. Publicações com parceiros estrangeiros e em periódicos internacionais:

3.2.1.RIBETTO, Anelice; RATTERO, C. (Universidad Nacional de Entre Rios/Argentina)
Cenas para pensar a Educação na Diferença. REVISTA EDUCAÇÃO ESPECIAL. v.30, p.361 - 371, 2017.
A2

3.2.2.RIBETTO, Anelice; MAGALHAES, S. B.
Os diários de pesquisa como dispositivo para narrar a experiência que se passa entre nós: um contorno metodológico possível forjado na Iniciação Científica. Odiseo. México. , v.13, p.1 - 9, 2017.
B2

3.2.3.DIAS, Rosimeri; CONDE, BARROS, Heliana. Publicação em coautoria na Carceral Notebook, o resumo já se encontra disponível no link da revista:http://www.thecarceral.org/journal-vol13.html

3.2.4. LEITE, Vania. Publicação no European Journal of Teacher Education – vol 40, 2017, Issue 3: Practice, Theory and Research in Initial Teacher Education: International Perspectives. Maria Inês Marcondes; Vania Finholdt Angelo Leite e Rosane Karl Ramos.
http://dx.doi.org/10.1080/02619768.2017.1320389

 

3.3. Realização e Publicação da entrevista com o Professor Doutor Americanista James Green, realizada no dia 18 de maio de 2017, na residência da Professora Doutora Lúcia Velloso Mauricio, na zona sul do Rio de Janeiro. Revista Interinstitucional Artes de Educar, 2017. In: Revista Interinstitucional Artes de Educar. Rio de Janeiro, V. 3 N. 1 – pag 224 - 239 (mar - jun 2017): “Gênero, Sexualidade, Política e Educação”

3.4. Publicação em Anais de Eventos do “IX Seminário internacional As redes educativas e as tecnologias: democracia e educação - aprenderensinar para um mundo plural e igualitário” de trabalhos produzidos por 90% dos professores e grande quantidade de estudantes do Mestrado (como pode ser conferido na produção acadêmica desta plataforma)

3.5. Envio de artigo para publicação (que encontra-se em fase de avaliação), com a coautoria do Prof. Diego Leandro Marin Ossa, da Universidade Tecnológica de Pereira – Colômbia. O artigo aborda o diálogo construído entre o Grupo de Pesquisa-Formação Polifonia e o professor, por meio de atividades acadêmicas realizadas na Faculdade de Formação de Professores, em dezembro de 2016.

  • Composição de redes internacionais  e projetos internacionais de pesquisa

 

4.1. Participação da Rede Iberoamericano de colectivos y redes de maestros y maestras, educadores y educadoras que hacen investigación e innovación desde la escuela y la comunidade (articulação de pesquisadores em ações e projetos de pesquisas com grupos de docentes no México, Colômbia, Argentina e Peru) Financiamento: Bolsa Prociência/UERJ

4.2. Participação da Rede  Latinoamericana para la Transformación de la Formación Docente en Lenguaje (articulação de pesquisadores em ações e projetos de pesquisas com grupos de docentes no México, Colômbia, Argentina e Peru) Financiamento: Bolsa Prociência/UERJ
4.3. Convênio – Projeto de Pesquisa entre UERJ e Université de Rouen (Francia): Convênio firmado entre a UERJ e a Université de Rouen, através de ação de docentes do corpo permanente do Programa.  As atividades objeto do intercâmbio se inscrevem nas pesquisas realizadas em parceria entre a Université de Rouen, o Musée National de l’Éducation do INRP, situado em Rouen e a Universidade do Estado do Rio de Janeiro, sendo uma de suas ações integradas ao Programa Mestrado em Educação – Processos Formativos e Desigualdades Sociais, da Faculdade de Formação de Professores da UERJ.  No ano de 2016, contamos com a apresentação dos trabalhos de pesquisa desenvolvidos no Brasil através da participação de um membro do convênio em atividade realizada na Universitè de Rouen. No caso de nossa participação, foram tratadas, em especial, das parcerias no desenvolvimento da pesquisa com as redes municipais do Estado do Rio de Janeiro para a formação de professores, a EJA e os estudos sobre as políticas e a produção dos currículos desenvolvidos nos municípios. No que tange à participação da FFP, nosso foco foi o trabalho de formação compartilhada desenvolvido com os municípios de São Gonçalo e, Niterói e Itaboraí e o estudo das contribuições das Rodas de Conversa para as pesquisas com a formação de professores e para a produção de saberes sobre os currículos. FINANCIAMENTOS: Bolsa Prociência/UERJ/FAPERJ; Auxilio de Pesquisa (APQ1) - FAPERJ; CNPq
4.4. Convênio Projeto de pesquisa entre UERJ e Universidad Nacional de Entre Rios (Argentina): Assinatura do Acordo de Cooperação Internacional UERJ-UNER com o Projeto “Políticas da Alteridade e Formação de Professores” O convenio Formação de professores e políticas da alteridade é um projeto que se propõe a problematização e o exercício de pensamento sobre as práticas políticas na formação de professores e a discussão das relações de alteridade entre e na escola básica e na universidade. Se propõe como objetivos: - Elaboração de uma plataforma virtual de intercâmbio entre professores e alunos participantes de projetos de extensão e pesquisa no campo da Formação de professores e políticas da alteridade. - Publicação de artigos em revistas, livros e Anais de eventos acadêmico-científicos. - Participação em eventos científicos organizados conjunta ou individualmente pelos docentes e projetos cooperados. - Participação de professores e estudantes das universidades e escolas básicas que atuem nos projetos cooperados em ações de intercambio (acompanhamento dos projetos em escola e universidade). Atividades conjuntas em 2016-2017: trabalho conjunto publicado em revista A2 (Revista de Educação Especial 58- agosto 2017); envio de capitulo de livro conjunto em projeto submetido a FAPERJ; envio de capitulo de livro das duas professoras e de duas mestres de nosso programa- Publicação prevista 2018 pela Editora da Universidad Nacional de Entre Ríos; Participação do VI SEMINÁRIO INTERNACIONAL VOZES DA EDUCAÇÃO. São Gonçalo, RJ, setembro de 2016- Conferência de Carina Rattero- Educação em América Latina- FFP/UERJ- São Gonçalo, setembro de 2016- Reunião de discussão de condições e perspectiva do convênio- setembro de 2016- Brasil; Organização do I Encuentro Internacional Educación Inclusiva: ensayos, experiencias y narraciones– UNER/ Argentina, maio de 2017- Painel Educación Inclusiva: ¿utopía o integración? Experiencias y narraciones” com participação de duas mestrandas da UERJ Leidiane Macambira e Bruna Pontes- - I Encuentro Internacional Educación Inclusiva: ensayos, experiencias y narraciones– Universidad Nacional de Entre Rios, Argentina, maio de 2017-; Reunião de discussão de condições e perspectiva do convênio- maio de 2017- Argentina; Visita de professores e alunos da UERJ à Escuela Integral Nº 1- Zulema Embóm- Paraná- Entre Rios- maio de 2017. Previsto para 2018: lançamento de livro editado pela UNER como efeito do I Encuentro Internacional Educación Inclusiva: ensayos, experiencias y narraciones– Universidad Nacional de Entre Rios e realização do II Encontro Internacional na UERJ/FFP.FINANCIAMENTOS: Bolsa Prociencia/UERJ; 02 Bolsa Jovem Cientista de Nosso Estado/FAPERJ.
4.5. Participação do Projeto: EDUCAÇÃO DE JOVENS E ADULTOS TRABALHADORES NO BRASIL E EM PORTUGAL. Reconstrução histórica à luz da relação Trabalho e Educação – Universidade de Lisboa (Coordenação Sonia Rummert e Rui Canário –Portugal)

4.6. Participação da Rede da CLACSO: Desde o ano 2010, o PPG-EDU-FFP se articula a CLACSO – Conselho Latino-Americano de Ciências Sociais”;
4.7. Há o desenvolvimento de uma rede em torno de pesquisas com imagens com a Faculdad de Artes/ Universidad de la Republica/Uruguay (da qual faz parte a UFG)
4.8. No Laboratório Educação e Imagem/UERJ há uma rede de grupos de pesquisa formada por 10 grupos articulados (da UERJ) e 14 grupos de pesquisa associados de outras universidades nacionais (UFRRJ; UNICAMP; UFES; UFBa; UFG; UNISO; UFSC; UFF; UFPe; UNEMAT; UNESP) e do exterior (CIRNEF e Faculdad de Artes/Universidad de la Republica/Uruguay) - ver www.lab-eduimagem.pro.br

 

  • Benefício da internacionalização para a Graduação.

 

No contexto da internacionalização do Programa, além dos convênios, parcerias e intercâmbios, temos incentivado a publicação docente e discente em periódicos com qualificação e abrangência internacionais, assim como em livros e coletâneas com impacto no campo científico. Incentivamos também a participação de estudantes de graduação em atividades realizadas no marco dos convênios e intercâmbios citados (ida de estudantes a Argentina e ao México para participação de eventos) como pode ser verificado no conjunto da produção intelectual do Programa. Docentes do Programa continuam sendo requisitados para emitirem pareceres na avaliação de revistas internacionais, como informamos no item Atividades Complementares. Ainda enfatizamos a discussão de temas na pesquisa da área da educação e áreas afins por meio de eventos científicos, convites a pesquisadores estrangeiros que se destacam em suas áreas de atuação para oferecerem conferências e estágios de curta duração no Programa, como os citados anteriormente no item intercâmbios. Todas essas atividades são articuladas pelos professores pesquisadores desde os grupos e redes de pesquisa que têm uma participação ampla e ativa de estudantes de graduação (bolsistas do CNPQ, CAPES e FAPERJ) o que implica em efeitos de formação na graduação, principalmente do Curso de Pedagogia da FFP.

Exemplo disso:

As atividades desenvolvidas no contexto do convênio consolidado com a Universidade de Rouen permitem a realização de ações em que os alunos da graduação são convidados a participar como ouvintes tais como: palestras, bancas, rodas de conversa. Além disso, o Seminário Redes permitiu aos alunos de Graduação da UERJ se inscreverem dispensados da taxa de inscrição para apresentação de trabalhos, participação em oficinas e na monitoria do evento. Nesse evento, através da articulação com esse convênio além da articulação com parcerias de outras redes de pesquisa dos Programas envolvidos na organização, os alunos da Graduação tiveram contato com pesquisadores de 5 países em atividades diversas.

A participação no VIII Encuentro Iberoamericano de Colectivos y Redes de maestros/as que hacen Investigaci[on e innovaci[on desde la escuela e comunidade – Morelia – Mexico, contou com a participação de duas alunas da graduação da FFP, uma delas, bolsista de Iniciação científica do CNPQ.

 

INTERCAMBIOS NACIONAIS.

Em seu conjunto, os intercâmbios do PPG-EDU.PFDS com universidades no território brasileiro expressam a parceria e o intercâmbio com Programas que possuem reconhecimento nacional e internacional como centros consolidados de formação de recursos humanos e de pesquisa, evidenciando o nosso esforço de integração e solidariedade

1. CONVÊNIOS E INTERCÂMBIOS NACIONAIS:


1.1 O Programa de Pós-Graduação em Educação - Processos formativos e desigualdades sociais e a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira - UNILAB

No ano de 2014, o Programa iniciou os acordos para estabelecimento de convênio com a Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB). A proposta encaminhada para este convênio tem por objetivos: a) Estabelecer o diálogo entre estudantes de graduação e de pós-graduação, professores, pesquisadores e pessoal administrativo; b) Realizar projetos e atividades de pesquisa de interesse comum; c) Participar em regime de colaboração de seminários, conferências, palestras, simpósios, congressos e outros eventos de natureza cientifica ou cultural; d) Incentivar a abertura de um núcleo de pesquisa interinstitucional, através dos grupos de pesquisas consolidados nas instituições partícipes; e) Publicar artigos, capítulos de livros e livros conjuntos; f) Promover atividades de cunho social, mediante oferta de atividades de extensão; g) Manter intercâmbio de informações pertinentes ao ensino e à pesquisa, em cada instituição; h) Organizar, em conjunto, pelo menos dois seminários em edição compartilhada nas instituições conveniadas. Em relação a este convênio, no ano de 2015, tivemos a participação da professora Larissa Gabarra, docente da UNILAB e do Programa Intercâmbio com o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Humanidades - POSIH, desta mesma instituição. Em 2016 contamos com a participação do Professor Leandro Proença, do Programa Intercâmbio com o Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Humanidades - POSIH, desta mesma instituição. Participamos, também, da 1ª Jornada Paulo Freire (Re)construindo Pontes na Universidade da Integração Internacional  da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB), Campus Redenção/Ceará, com conferências e participação do livro do evento (Prelo-previsão outubro  de 2017). Em maio de 2017 contamos com a presença da Profª. Jacqueline Freire que participou de uma série de eventos organizados pelo Programa. Financiamento: Bolsa Prociencia/FAPERJ;CNPq.

1.2 O Programa de Pós-Graduação em Educação - Processos formativos e desigualdades sociais e o Instituto Federal de Mato Grosso - IFMT.

Em 2013, a UERJ celebrou convênio de cooperação entre diversos programas de pós-graduação da Universidade com o Instituto Federal do Mato Grosso (IFMT), tendo em vista a qualificação de servidores da instituição em nível de mestrado e doutorado. Nosso programa firmou termo aditivo disponibilizando 02 vagas de mestrado na área de educação, por seleção, durante 05 anos.

O Programa mantém intercâmbios interinstitucionais entre o PPGE-PFDS e Programas de Universidades públicas dentro e fora do estado do Rio de Janeiro, revelando parcerias já consolidadas através de produções bibliográficas conjuntas, participação em bancas, organização de eventos, como pode ser constatado na produção publicada em periódicos e livros, e na produção técnica. Essas atividades fazem parte do plano de trabalho dos docentes do programa com financiamento de diferentes agências de fomento (CAPES, FAPERJ, CNPQ)

Destacamos a seguir as instituições com as quais realizamos intercâmbios interinstitucionais nacionais:

2.1. Programas de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ/IM-IE) e da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) na criação, produção, organização e publicação científica online da Revista Interinstitucional Artes de Educar (Qualis B4)
2.2. Grupo “Currículos, culturas, linguagens e formação de professores”- Prof. J. Magalhaes- UFES
2.3. Grupo “Práticas Educativas e Formação de Professores”- Prof. Dra. M.L.Sussekind e C.Sanches Sampaio - UNIRIO
2.4. Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Formação Docente (GEPForDoc)-Profª. Dra. Filomena de Arruda Monteiro (UFMT)
2.5. Grupo de Pesquisa DIVERSA-Profª Dra. Jane Adriana Vasconcelos Rios (UNEB).
2.6. Grupo de Pesquisa Profissionalização Docente e Identidade Narrativas na Primeira Pessoa (GRUPRODOCI/UFPel)
2.7. Rede de Professores Redeale- coordenação conjunta.
2.8. Rede de Formação Docente - Narrativas e Experiências” (Rede Formad)- co- coordenação com prof. C. Sanches (UNIRIO)
2.9. Grupo de Pesquisa NEEPHI (Núcleo de estudos – tempos, espaços e educação integral), na UNIRIO
2.10. Grupo de Estudos e Pesquisas História, Sociedade e Educação no Brasil (HISTEDBR), coordenado pelo Prof. Dr. Dermeval Saviani da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP)
2.11. Projeto “100 Anos sem Euclides”- UERJ e UFRJ.
2.12. Programa de Pós-Graduação em Educação/UNIRIO e o Programa de Educação da UNICAMP no Fórum de Alfabetização Leitura e Escrita (FALE), através de pesquisa coordenada pelos professores, Guilherme do Val Toledo Prado (UNICAMP) e Carmen Sanches (UNIRIO).

    • Projeto de Pesquisa: Conversas entre professorxs: alteridades e singularidades, realizado no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio de Janeiro, sob coordenação da professora Graça Reis (CAP-UFRJ)
    • Parcerias com os grupos de pesquisa CIID/ Leiria, GEPEC/Unicamp e a Rede Formad/UNIRIO: materializou-se na participação conjunta nos Simpósios “Formação de professores em contextos interculturais – diálogos a partir de pesquisas realizadas no Brasil e em Portugal” e “Diversidade de práticas, referenciais e fontes de pesquisas (auto)biográficas: trajetórias e desafios”
    • Centro de Referência e Memória da Educação Popular e Educação de Jovens e Adultos no Estado do Rio de Janeiro, coordenado pela professora Jane Paiva (UERJ)
    • Grupo de Pesquisa EJA Trabalhadores –coordenado pela Professora Doutora Sonia Rummert (UFF)
    • Grupo de Pesquisa GEPEDISC- Infância e Diversidade Cultural da Unicamp, coordenado pela professora Drª Ana Lucia Goulart de Faria (UNICAMP)
    • Universidade Estadual do Amazonas (UEA)- pesquisadoras/Professoras Rita Machado e Amanda Motta no I Fórum de Estudos e Leituras de Paulo Freire da Região Norte
    • Intercâmbio acadêmico e atividade de pesquisa com professores Maria Teresa Esteban(UFF), Danilo Streck(UNISINOS), Telmo Adams (UNISINOS);Edla Egeert (Puc/RS); Flavio Brayner (UFPE), Reinaldo Matias Fleuri (UFSC), Maria Waldenez Silva (UFSCAR) do Gt de Educação Popular da Anped(GT nº 06 ), ministrando mini-cursos ( Anped 2015) e membro titular do Comitê Científico (2017-2018)
    •  PPGEs da Universidade Estadual de Santa Catarina (UESC) e Universidade do Vale do Itajaí em atividade de pesquisa no projeto “A escolarização de alunos com deficiência intelectual: políticas públicas, processos cognitivos e avaliação da aprendizagem”.
    • Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisa em História da Educação, coordenado pela Profª Dra. Diana Gonçalves Vidal da Universidade de São Paulo (USP).
    • Grupo de Pesquisa NEPHE, coordenado pelo professor Doutor José Gonçalves Gondra (ProPEd)
    • Programa "Pensar a Educação, Pensar o Brasil - 1822- 2022", coordenado pelo Professor Luciano Mendes Faria Filho da Universidade Federal de Minas Gerais.
    • Professora Drª Heliana Conde de Barros Rodrigues do Programa de Pós-Graduação  em Políticas Públicas e Formação Humana da Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
    • O Laboratório de Educação e Imagem (um dos grupos de pesquisa do Programa) conta com vários grupos de pesquisa da UERJ a ele articulados, a saber: Currículos, Redes Educativas e Imagens (UERJ-Maracanã e UERJ-FFP); Cotidiano escolar e currículo (UERJ-Maracanã e UERJ-FFP); Culturas e identidades no cotidiano (UERJ); Diálogos Escolas-Universidade: Processos Formativos, Currículos e Cotidianos (UERJ/FFP);Educação e Comunicação (UERJ); Infância, Juventude, Educação e Cultura (UERJ); ILÉ OBA ÒYÓ (UERJ); Currículos, narrativas audiovisuais e diferença (UERJ); GPDOC - Grupo de Pesquisa Docência e Cibercultura (UERJ); Instituições, Práticas Educativas e História (UERJ); Currículos, redes educativas e imagens (UERJ). Conta, também, como grupos associados que pertencem a outras universidades e programas de pós-graduação, a saber:  LABORATOIRE CIVIIC (Université de Rouen); Estudos Culturais em Educação e Arte (UFRRJ e UERJ); Laboratório de estudos audiovisuais – OLHO(UNICAMP); Currículos, cotidianos, culturas e redes de conhecimentos (UFES);  NUCLEAR - Núcleo de Livres Estudos de Arte e Cultura Contemporânea (UERJ); FORMACCE  - Grupo de Pesquisa em Currículo e Formação (UFBa); Educação, sociedade do conhecimento e conexões culturais (UFRRJ); Cultura Visual e EducaçãoUFG); Cotidiano Escolar (UNISO); Tecendo – Educação ambiental e estudos culturais(UFSC); Observatório Jovem do Rio de Janeiro(UFF); Coletivo Butuca – LaButuca (UFPe); Grupo de Estudos e Pesquisas Memória, Escola e Cotidiano (GEPEMC) (UFF) e Escola, currículo sociedade e cultura contemporâneos
      (UNEMAT).  As atividades desenvolvidas vão desde editoração de livros, organização de eventos, bancas, palestras, projeto de pesquisa conjuntos.
    • Escola Municipal Pandiá Calógeras em São Gonçalo
    • Secretaria de Educação de Niterói
    • EM. Stephania de Carvalho em São Gonçalo
    • Secretaria de Educação de Itaborai
    • Colégio Estadual Walter Orlandini em São Gonçalo
    • CIEP Brizolão 130 Dr. Elias de Miranda Saraiva, no município de Itaborai
    • Escola Municipal Paulo Reglus Freire em São Gonçalo
    • Instituto de Educação Clélia Nanci em São Gonçalo
    • EM. Dr Armando Leão Ferreira em São Gonçalo
    • Coordenação de Educação Infantil do Município de São Gonçalo
    • Colégio Estadual Conselheiro Macedo Soares em São Gonçalo
    • CIEP Municipalizado 411
    • Escola Municipal Professor Paulo Roberto Macedo Amaral
    • Escola Municipal Mario Quintana

2. 40. Parceria com o Grupo de Pesquisas NUDES da FEBF/UERJ.
2. 41. O Coletivo Diferenças e Alteridade na Educação desenvolve uma forte parceria junto ao Grupo Polifonias da UERJ e o GEPEC da UNICAMP. As aços articuladas a partir de 2017, continuam em 2018, e são descritas a seguir:

  • participação das coordenadoras em bancas de Mestrado em Educação dos diferentes grupos;
  • organização e participação do encontro “Abordagem (auto)biográfica e práticas de formação” e da “Roda de conversa sobre Pesquisa Narrativa” realizados na Faculdade de Educação da UNICAMP em 15 e 16 de setembro de 2017;
  • organização e participação do “Encontro Intergrupos de pesquisa que trabalham com narrativas em Educação”, realizado na FFP/UERJ em 9 de novembro de 2017;
  • coordenação do Curso de Extensão “Das artes de fazer às artes de dizer na Educação Infantil. Infâncias, currículo e formação de professores” (DEPEXT/UERJ) realizado na SEMEC/Itaboraí, realizado a partir de março  de 2018.
  • Participação e intercambio de mestrandos em Educação da FFP/UERJ em atividades de pesquisa e grupos de estudos organizados pelos grupos;

 

2.42. Membros de Conselhos Editoriais Nacionais e Internacionais (qualificadas):

Aleph, Cadernos de Educação, Cadernos de Ensaios e Pesquisas, E-curriculum, Educação & Imagem Jornal Eletrônico, Educação & Realidade, Educação e Cultura Contemporânea, Educação e Sociedade, Educar em Revista, Inter-ação, Pensares em Revista, Perspectivas em Políticas Públicas, Quaestio, Revista AngelusNovus, Revista Brasileira de Educação, Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Revista Colombiana de Educación, Revista Contexto e Educação, Revista da ABPN (Associação Brasileira de Pesquisadores Negros), Revista da Sociedade Brasileira de História da Educação, Revista de Educação Pública, Revista de Estudos Urbanos e Regionais, Revista Interinstitucional Artes de Educar, Revista de Pedagogia Odiseo- México, Revista Perspectiva em Políticas Públicas, Revista Práxis Educacional, Revista Roteiro, Revista Terra Livre, da Associação dos Geógrafos Brasileiros, Teias, Tempo e Argumento, Trabalho Necessário, Revista Contemporânea de Educação (UFRJ) e Revista Ensaio (Fundação Cesgranrio) Penserl 'Éducation (Mont-Saint-Aignan), Revista Educere ET Educare, Revista Communitas; Revista Brasileira de Pesquisa (Auto)Biográfica; Revista Poiésis Pedagógica.

Também ressaltamos a expressiva participação de docentes do Programa em funções de gestão na ANPEd - Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação. A partir de setembro de 2017 temos: profª Mairce Araújo como vice coordenação do Comitê Científico do GT 13 - Educação Fundamental; a profª Maria Tereza Goudard Tavares como vice coordenação do GT06 – Educação Popular; a profª Alexandra Garcia como vice coordenação do Comitê Científico do GT12 – Currículo; a profª Vania Leite para a vice coordenação do GT04 – Didática; a profª Jacqueline Morais, como vice coordenação do GT13 - Educação Fundamental;

Os docentes participam em eventos nacionais, realizando palestras e/ou conferências, com destacada presença em bancas examinadoras de teses doutorado e dissertações de mestrado em Programas de Pós-Graduação de quase todos estados do território brasileiro, bem como a participação em bancas examinadoras de concursos públicos de provas e títulos para a carreira de magistério superior.