Objetivos do Programa

O objetivo geral do Programa de Pós-Graduação em Educação – Processos Formativos e Desigualdades Sociais (PPG-EDU) da Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo (FFP) da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) é oferecer ensino em nível de mestrado e doutorado acadêmicos, promovendo aprimoramento de pesquisadores e educadores para a atuação em diversos níveis de ensino, em variados contextos educativos, nos movimentos sociais, na gestão de políticas públicas, na investigação científica e na produção de conhecimento no campo da educação, bem como na formação de pesquisadores de alto nível e no desenvolvimento de pesquisas comprometidas com a produção de conhecimentos novos, de modo a adensar esforços de compreensão e de transformação da realidade, evidenciando sua natureza acadêmica.


Para o alcance do objetivo geral, o PPG-EDU se organiza tendo como princípio a articulação entre as duas linhas de pesquisa e dessas com os projetos coordenados pelos docentes, com as disciplinas e atividades acadêmicas propostas. Nesse sentido, busca-se contribuir para a produção do conhecimento qualificado no campo dos processos formativos, na perspectiva da formação humana, bem como das políticas que possam propor dispositivos de enfrentamentos em face das desigualdades sociais. Esse campo de atravessamentos aponta para o contexto de formação que envolve tanto o corpo docente quanto o discente e os egressos, reverberando o compromisso ético, político e coletivo no esforço de qualificar as dissertações e teses, bem com artigos, livros autorais e capítulos de livros produzidos. Vale ressaltar que o PPG-EDU tem a pesquisa como princípio pelo qual se organizam as demais atividades fins do Programa. Em profunda articulação com o ensino, com as atividades de extensão e dos grupos de pesquisa coordenados pelos docentes, com a participação dos mestrandos, doutorandos e graduandos do Curso de Pedagogia e de outras licenciaturas da FFP/UERJ, o Programa visa a instituir ações direcionadas a mobilizar movimentos de inserção e de impacto social, de nacionalização e de internacionalização. Nesse último aspecto, destacamos que o nosso Programa faz parte de uma instituição que tem uma robusta política de internacionalização. O Programa mantém fortes relações de intercâmbio com instituições estrangeiras, três delas com convênios assinados pela Diretoria de Cooperação Internacional da UERJ. Esses convênios e parcerias se mantêm com financiamentos provenientes de diferentes agências de fomentos: CAPES, CNPq e FAPERJ. Estão vinculados aos projetos de pesquisa coordenados pelos professores do Programa e são geradores de diferentes produtos técnicos e bibliográficos.


Em acordo com a proposta da CAPES, entendemos que “o principal objetivo dos cursos de pós-graduação deve ser formar mestres e doutores capazes de enfrentar novos desafios científicos com independência intelectual, contribuindo para o progresso científico, tecnológico, econômico e social do Brasil como nação independente, imersa em um mundo globalizado em rápida evolução” (CAPES, 2018).  Compreendemos, portanto, que a inserção social, política e acadêmica do Programa, com ampliação de recursos humanos em Educação para a Universidade e instituições de pesquisa, potencializa as possibilidades de (inter)relações entre processos formativos e desigualdades sociais, bem como a nossa capilaridade junto aos grupos, setores e coletivos que atuam em contextos que extrapolam o meio estritamente acadêmico e que enfrentam os desafios por maior igualdade social em suas dinâmicas políticas e pedagógicas. Entendemos, também, que esses movimentos indicam desafios complexos e múltiplos que se expressam na formação teórico-investigativa de graduados em Educação e áreas afins que buscam fortalecer epistemologicamente sua atuação com vistas a produzir impactos na educação básica e na gestão em diferentes espaços educativos, produzindo e socializando conhecimentos não apenas no Brasil, mas também no exterior, em conformidade com o histórico institucional do Programa.

Objetivos específicos

Tomando como referência o histórico, a contextualização e o objetivo geral anteriormente apresentados, o Programa de Pós-Graduação em Educação Processos Formativos e Desigualdades Sociais tem por objetivos específicos:

  1. Promover a pesquisa e a reflexão sistemáticas sobre questões relativas às interfaces entre processos formativos e desigualdades sociais no campo da Educação;
  2. Promover a formação de pesquisadores qualificados na área da Educação;
  3. Contribuir para a expansão e a integração das áreas do conhecimento que direta ou indiretamente dialogam e contribuem com o campo educativo;
  4. Fortalecer a Faculdade de Formação de Professores de São Gonçalo (FFP/UERJ) como um centro de referência na produção de conhecimento para a região onde está inserida, visando a possibilitar a ampliação do nível acadêmico da instituição.
  5. Promover o intercâmbio no âmbito nacional e internacional na área da Educação e, em particular, naquelas mais diretamente relacionadas às linhas de pesquisa que integram o PPG-EDU-FFP;
  6. Promover a integração entre ensino e pesquisa no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Educação – Processos Formativos e Desigualdades Sociais, bem como o aprofundamento das relações da Pós-Graduação com a Graduação, os sistemas de ensino e a Educação Básica.

 

Temos o cuidado constante de zelar pela coerência que deve vigorar entre nossos objetivos institucionais e as produções acadêmicas de professores e estudantes, entre o perfil dos egressos e os percursos formativos dos estudantes, bem como entre a proposta do Programa e as atividades decorrentes de políticas de inserção social e intercâmbios. Essa coerência é efeito da articulação entre objetivos, área de concentração, linhas de pesquisa, projetos de pesquisa em andamento e estrutura curricular dos Cursos de Mestrado e Doutorado que têm sido colocados em constante discussão e revisão a partir das propostas de autoavaliação e de planejamento estratégico, também explicitadas nos itens da plataforma.